Titulares e interinos de cartórios do Amazonas participam de reunião com corregedora-geral de Justiça

Compartilhe

Nos dias 2 e 3 de setembro, titulares e interinos dos serviços cartorários do Amazonas participaram, via videoconferência, de reunião com a corregedora-geral de Justiça do Estado do Amazonas, Nélia Caminha Jorge. Na ocasião, ela abordou como será sua gestão no cargo, a composição de sua equipe técnica, além de destacar provimentos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que auxiliarão sua atuação na fiscalização das serventias extrajudiciais.

Corregedora-Geral de Justiça do Amazonas, Nélia Caminha Jorge

Segundo a corregedora, sua gestão deve ser participativa, por isso, fez questão de entrar em contato e conhecer todos os titulares e interinos neste primeiro momento, mesmo que em algumas comarcas o processo de transição dos novos delegatários já esteja em andamento.

“Gostaria de deixar aqui os pilares da minha gestão, que são a busca pela excelência na prestação de serviços extrajudiciais no Amazonas, cumprindo todas as atribuições das fiscalizações, cumprimento as resoluções do CNJ, em especial o provimento 77, que aborda a nomeação de interinos. Não temos como fugir deste provimento. Se tivermos uma determinação do CNJ, a Corregedoria do Amazonas irá cumprir, mas conto com a comunicação através do diálogo com todos vocês”, ressaltou Nélia Jorge.

Ao longo da reunião, a corregedora apresentou os dois profissionais que devem compor sua equipe de gestão: Igor Campagnolli, juiz auxiliar da corregedoria do estado, e Bruno Fernandes, diretor da Divisão de Controle e Fiscalização dos Serviços Extrajudiciais do Estado do Amazonas.

Durante os dois dias de reunião, o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Amazonas (Anoreg/AM), Marcelo Lima Filho participou do encontro e reiterou que a associação “é parceira em todas as iniciativas que são endereçadas a melhorar os serviços que nós prestamos à comunidade, e agora, sobre sua regulação”.

Provimentos CNJ

Na oportunidade, o juiz auxiliar Igor Campagnoll disponibilizou alguns provimentos que devem nortear a gestão do biênio 2020-2022. Os provimentos foram: 366/2020, 367/2020 e o 671/2020, que já estão disponíveis no Portal Oficial da Corregedoria.

Provimento: 366/2020 – Melhoria na comunicação com as serventias, uso do Portal do selo como canal de comunicação oficial; [gview file=”https://infographya.com/anoreg-am/wp-content/uploads/2020/09/provimento-no-366-2020-cgj-am.pdf”]

Provimento: 367/2020 – Estabelecer um ranking dos melhores serviços extrajudiciais, a fim de premiar as melhores práticas e as melhores serventias. [gview file=”https://infographya.com/anoreg-am/wp-content/uploads/2020/09/provimento-no-367-2020-cgj-am.pdf”]

Provimento: 371/2020 – Referente as infrações disciplinares penalidades cabíveis em face dos notários e registradores do Amazonas. [gview file=”https://infographya.com/anoreg-am/wp-content/uploads/2020/09/provimento-no-371-2020-cgj-am.pdf”]

Para o juiz auxiliar, Igor Campagnolli a leitura dos provimentos e colocação em prática dos itens fará toda a diferença durante esses dois anos de trabalhos. “Esses provimentos foram pulicados no portal da Corregedoria e estão feitos alguns ajustes pontuais, entretanto, é importante que todos acessem, leiam e possam alinhar tudo para que possamos seguir conforme descrito nos documentos. O intuito é conseguir um trabalho de excelência em ambas as partes”.

Seguindo a pauta, a corregedora também informou aos participantes sobre e encontro que cursos serão oferecidos e destinados aos cartorários sobre as prestações corretas de contas, assim como sobre rotinas e parâmetros avaliados nas correições ordinárias.

Além da equipe de gestão da nova Corregedora de Justiça do Estado, também esteve presente virtualmente, na reunião do dia 2, a juíza titular de Registro Públicos do Estado do Amazonas, Mirza Telma de Oliveira.

Notícias Recentes

Title ×
Rolar para cima
Pular para o conteúdo